Cirurgia da Tireoide

A cirurgia da tireoide é procurada para tratar nódulos, cistos, aumento da glândula ou câncer. A Tireoidectomia pode ser parcial ou total, dependendo se a glândula é retirada completamente ou não.

Geralmente, o procedimento total é realizado nos casos em que há nódulos com suspeita de malignidade, sinais de aperto ou desconforto no pescoço e quando há uma mudança estética gerada pelo aumento da glândula.

A cirurgia é o principal tratamento para quase todos os casos de câncer de tireoide, exceto para alguns tipos de câncer de tireoide anaplásico. Se o câncer de tireoide é diagnosticado por uma biópsia por agulha fina (PAAF), a cirurgia para remover o tumor ou a parte da glândula tireoide remanescente é geralmente recomendada.

Uma alternativa à tireoidectomia é a Lobectomia. Essa cirurgia pode ser em algumas vezes utilizada para o câncer diferenciado de tireoide (papilífero ou folicular). O lobo contendo o câncer geralmente é removido junto com istmo (parte que une os lobos). Uma vantagem dessa técnica é que o paciente pode não necessitar fazer a reposição hormonal após a cirurgia.

Positivamente, muitos nódulos são benignos e não precisam de cirurgia, apenas de acompanhamento clínico, sendo eles muito frequentes, principalmente acima dos 50 anos de idade.

WhatsApp chat