Hérnia Inguinal

Estima-se que cerca de 5% da população irá desenvolver uma hérnia da parede abdominal. Desse total, cerca de 75% serão hérnias da região inguinal. Os homens são 25 vezes mais acometidos que as mulheres.

O abaulamento na região inguinal e a dor são os sinais e sintomas mais frequentes. O exame clínico é, na maioria das vezes, capaz de confirmar o diagnóstico e excluir outras causas de abaulamento dessa região. Em situações especiais pode ser necessária a realização de um exame de imagem.

A maioria das situações é de tratamento cirúrgico, que é a única forma de tratamento de uma hérnia inguinal.

Existem basicamente duas formas de se realizar a cirurgia: a convencional e a videolaparoscópica. Em ambas, modernamente, utiliza-se uma tela como reforço da área operada.

WhatsApp chat