Hérnia Umbilical

A maioria dos orifícios umbilicais fecha espontaneamente até os dois anos de vida. Nos casos onde esse fechamento não ocorre, caracteriza-se a presença de uma hérnia umbilical. Mesmo após o fechamento, alguma condição que leve ao aumento da pressão intra-abdominal, como aumento de peso, gravidez, constipação, etc, podem levar ao aparecimento de uma hérnia umbilical.

O diagnóstico é basicamente clínico. Admite-se não tratar pequenas hérnias assintomáticas. No entanto, a possibilidade de encarceramento e estrangulamento ao longo da vida, faz com que o tratamento cirúrgico seja o de escolha na maioria dos casos. O fechamento primário com pontos pode ser utilizado nas hérnias pequenas. Defeitos maiores necessitam da colocação de uma tela para um reforço mais adequado.

As complicações são pouco frequentes e podem incluir as infeções, seromas e a recidiva.

WhatsApp chat